Senhor

Hoje amanheci insatisfeito.
O pão estava amargo e até o jornal que leio todos os dias
me pareceu de uma insipidez atroz.
De repente, Senhor, lembrei-me dos que não lêem jornais - mas
os usam para embrulhar restos de pão que os paladares amargos
deixam no prato após uma noite insatisfeita.
Como deve ser delicioso esse pão, Senhor, depois que tu o adoças
com tua própria boca! (Senhor - Jamil Snege - Curitibano)

Esse texto não está em nenhuma música,não que eu conheça,mas deveria
para que todos pudessem ouvir e cantar!

Vilma

Loading...